Google+

15 de jan de 2008

Porsche 356 Carrera GS

Fim de tarde

Olhe bem para esse belo Porsche. O modelo possui um motor raríssimo: o famoso 4-cam, com quatro comandos de válvula, que veio diretamente de um RS60. Ele funciona com a precisão de um relógio suíço. O histórico propulsor – produzido ao longo de doze anos – foi responsável por muitas vitórias importantes da Porsche nas pistas, equipando modelos como o 550 Spyder, RSK, RS60, RS61, Carrera Abarth, Formula 2 e 904. Seu instinto de competição ficou ainda mais evidente com o auxílio do escapamento dimensionado. Resumindo: potência pura.



Porsche 356

Retrô

Impecável

Escapamento

356

Mito


VÍDEO



Mas somente um parágrafo não seria suficiente para falar do bloco. Ele tem 1.600 cm³ de cilindrada, dois carburadores duplos Solex em alumínio, dupla alumagem e aproximadamente 140 cv. Tudo isso com o peso – total do veículo – inferior a 900 kg. Outros detalhes fazem deste um exemplar único. A tampa do porta-malas é de alumínio, o retrovisor externo é o mesmo que equipava o 550 Spyder e o os pára-choques são da versão GT, assim como os freios a tambor ventilados de 60 milímetros. Ele foi feito sob encomenda com muito capricho.

O interior do carro é igualmente primoroso. Acabamento perfeito. O volante VDM em madeira desperta minha atenção. Os bancos-concha – também do Carrera GT – são leves, confortáveis e diferentes das versões, digamos, “normais”. Eles acomodam o motorista de forma extraordinária, com boa posição de comando que, por sua vez, passa a sensação de total controle da máquina. Mas o que dá mais prazer é a visão do capô e suas linhas esportivas.

Na garagem da casa ainda repousa um exemplar do modelo 911, ano 1995. Mas este ficará para uma outra matéria. Pra fechar, uma frase do folheto de época da Hoffman, famosa importadora Porsche em Nova York, se referindo ao 356: “uma mistura sutil de poder, elegância e conforto”. Preciso dizer mais alguma coisa?
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails