Google+

10 de abr de 2009

Mercedes-Benz 280 C/CE (ensaio triplo)

Mercedes-Benz

Um é pouco. Dois é bom. Três é melhor ainda. Contrariando o ditado popular, muitas coisas podem se tornar interessantes em maior número. Esse foi o caso do ensaio dessa semana, que traz como destaque um trio raro de ser visto nas ruas e até mesmo nos encontros de carros antigos Brasil afora: os charmosos cupês 280 C e CE.



280

C e CE



Trio

Estilo



1983, 1978 e 1978



Reflexo







Perfil


VÍDEO



Antes de mais nada, alguns números. Vale lembrar que a importação foi proibida por quase dez anos desde meados da década de 70. Recebi uma consulta feita no próprio arquivo da Mercedes-Benz do Brasil e soube que no período de 1977 a 1984 chegaram ao país – principalmente através das representações diplomáticas – 24 unidades da versão C (a prateada nas fotos). Sobre as versões CE o número é ainda menor: apenas 20, sendo 15 delas equipada com câmbio automático. Portanto, estamos frente a frente com peças raríssimas.

Mas vamos aos detalhes. Convido o leitor a observar atentamente cada carro, acomodar-se no banco e ouvir o ronco silencioso característico da marca. O primeiro destaque vai para a preta ano 1983. Esse carro tem freios ABS, rádio Becker (com a clássica antena Hirschmann) e os lavadores de faróis. Some-se a isso 185 cv brutos e terá uma bela combinação de estilo e elegância.

A outra 280 CE 1978 se destaca pela cor marrom, inclusive do estofamento, em excepcional estado de conservação. O diferencial desse carro, segundo me contou o proprietário, é que ele foi apreendido pela Receita Federal e ficou parado por muitos anos até que fosse arrematado em um leilão. Há dois anos o colecionador adquiriu-o desse segundo dono. O cupê teve apenas que ser repintado para voltar à antiga forma.

Para fechar o trio a igualmente clássica 280 C prateada ano 1978. Este exemplar é o único equipado com carburador e tem 165 cv brutos. O exemplar foi adquirido há aproximadamente três anos e precisou apenas de pequenos serviços gerais, como a tapeçaria. Desse modo esbanja esportividade com um toque de sofisticação.

Confesso que a idéia de juntar dois ou três carros e o resultado final disso me agrada sobremaneira, além de abrir uma nova perspectiva fotográfica e de registro histórico. Aguardem novidades para breve, em dose dupla ou tripla.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails