Google+

29 de ago de 2009

Chevrolet Woodie

Chevrolet

Manhã ensolarada na Califórnia. Ondas grandes. Uma bela garota. Três ingredientes perfeitos para o surgimento de uma geração de jovens surfistas com uma única preocupação: se divertir. Esse contexto do início da década de 60 era embalado pelas melodias sem compromisso dos Beach Boys, Jan and Dean, The Surfaris e os acordes geniais de Dick Dale, entre outros.



Woody

1951

Composição

Detalhe

Estilo

Caça-mulata

Escape

As letras falavam de sol, biquínis e máquinas quentes. Basta olhar o título de algumas canções: Little GTO, 409, Street machine, só para citar três delas. Mas outros objetos de desejo foram as woodies, simpáticas peruas nas quais uma parte da carroceria era feita de madeira. A clássica Chevrolet 1951 em destaque é uma delas.

A máquina do tempo pertence ao fotógrafo Giácomo Favretto, apaixonado pelo estilo fifties. Ela foi adquirida há mais de dez anos e, acreditem, nunca foi restaurada. “É bastante original, desde o motor seis cilindros, pneus e rádio”, salienta.

Quero chamar a atenção do leitor para alguns detalhes. Um deles é a presença do farolete com acionamento ao lado do volante, chamado de “caça-mulata”. Outro item é a simpática bonequinha no painel, que balança de acordo com o movimento. A prancha na janela traseira dá o toque final. Na tampa do porta-malas fiz uma composição com alguns acessórios de época para um belo dia na praia.

Mas no início o modelo tinha uma outra finalidade. “Parece que pertencia a uma escola de freiras em Guarulhos, como perua escolar”, conta Giácomo. Ainda bem que ela voltou à sua função principal: transportar sonhos e lembranças. E como dizia aquela velha canção de Dick Dale: Let`s Go Trippin`!
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails