Google+

25 de mar de 2011

Ferrari F430 Spider é uma experiência intensa

F430 Spider

Aceleração máxima. Reduções de marcha que causam palpitação. Estilo Pininfarina. A Ferrari realmente traz alguns diferenciais em relação a qualquer outro superesportivo. Esqueça a razão, com os bólidos de Maranello a emoção fala mais alto.



O habitáculo é confortável, a posição de dirigir agradável e o ronco...Bom, esse é simplesmente fantástico. O botão no volante dá a partida no motor e, desse momento em diante, o som do V8 berrando atrás do motorista – acho que esse é um bom termo – passa a ser o centro das atenções.

Falando em chamar atenção, nas ruas a Ferrari é soberana. Ainda mais na cor vermelha e conversível. A versão Spider foi lançada há seis anos e passou a ser o grande destaque da marca na ocasião. Por aqui não existem muitas possibilidade para andar com os cabelos ao vento mas na Europa e Estados Unidos a coisa muda de figura.

CONFIRA OS DETALHES NO VÍDEO ABAIXO


O bloco é V8, com 4,3 litros, 490 cv brutos e 47 kgfm de torque. A velocidade máxima supera os 300 km/h e os primeiros 100 km/h são alcançados em apenas 4 segundos. Usando um velho chavão jornalístico, é mais rápido do que o tempo que o leitor levou pra ler esse parágrafo. Bom, agora ela já estaria próxima da segunda centena.

Saímos da loja e escolhi a opção das trocas de marchas através dos paddle shifts no volante. A transmissão automatizada de seis velocidades trabalha com precisão suíça. A cada mudança o escapamento grita alto, como uma perfeita sinfonia de cilindros. Automaticamente o carro que vai na frente dá passagem, tal o efeito ensurdecedor da macchina em ação.

A segunda parte divertida é reduzir as marchas. O esportivo faz o punta-taco, acerta o giro e esse processo todo é outra manifestação sonora de encher os ouvidos. Na ida e na volta tive a oportunidade de passar dentro do túnel Max Feffer e lá dentro a melodia ganha novas notas. Bem altas, por sinal.

Tradição e história andam juntas em todo bólido que sai pelos portões de Maranello. A única dica é levantar o som e curtir todo o estilo do superesportivo do cavalinho rampante.

Exemplar cedido para a matéria pela Só Veículos
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails