Google+

22 de abr de 2011

BMW 600 Limousine: o mundo podia ser desse tamanho

BMW 600

Pequeno, ágil e com um estilo único. O clássico modelo da BMW que o leitor conhece essa semana tem um toque especial que nos lembra os saudosos Romi-Isetas, mas com espaço para quatro pessoas e o charme da marca bávara.



O 600 chegou ao mercado em 1957 e foi produzido apenas durante dois anos. Em uma época onde se buscava a diminuição do consumo de combustível e também a praticidade seu maior concorrente era o Fusca, seguido por outros mini-carros que também surgiram na Europa.


CONFIRA TODOS OS DETALHES NO VÍDEO ABAIXO



O modelo é equipado por um motor de 582 cm³ de cilindrada, 19,5 cv, carburador único Zenith e se comporta bem em meio ao trânsito, apesar de seu tamanho reduzido (2,90 m por 1,40 m). O que mais chama a atenção é o fato de existirem apenas sete unidades no Brasil, sendo esta a única com características totalmente européias.

O colecionador Marcos Valente Jr. comprou a máquina há três anos em péssimo estado de conservação. Ele conta a história. “A restauração DE FATO durou dez meses, mas passou por várias oficinas e o tempo total gasto (incluindo o perdido) foi de 2 anos e meio”, revela.

Limousine

Isetta

A paixão vem de longe. “Nasci dentro de ônibus! Meu pai tinha uma frota e foi um dos pioneiros do turismo rodoviário no Brasil. Ele não tinha carro, foi me buscar na maternidade de ônibus... era o nosso transporte até para ir para casas de parentes. Meu primeiro carro, eu tinha 8 anos, uma miniatura de uma Ferrari Vermelha dos anos 30 ou 40. Nessa época eu ficava fascinado com as Romi Isettas que circulavam em São Paulo, a grande novidade da época. Esse sonho ficou parado até 2008 quando ganhei de presente a “Isettona” do meu filho Cássio”, conta.

582 cm³

10 polegadas

Vale dizer que o BMW 600 Limousine recebeu esse nome para diferenciá-lo da versão normal, que levava apenas duas pessoas. As rodas de 10 polegadas calçadas com pneus originais feitos em Portugal dão o toque especial ao carro.

Hora de dar um volta. A primeira coisa é a porta, que abre e leva com ela o conjunto de volante e caixa de direção. Saímos e a agilidade do modelo surpreende. Se não fosse o excesso de buracos, o conforto seria total. O pequeno é valente e encara subidas e descidas com desenvoltura.

Porém o mais divertido é notar a reação dos pedestres e outros motoristas na rua. Olhares, gestos e surpresa. O 600 consegue quebrar o gelo e a frieza das pessoas em uma cidade grande como São Paulo e faz a vida ser tão simples quanto a espontaneidade de um sorriso.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails