Google+

21 de jun de 2011

BMW M3 (SMG): última geração sem controle de tração é altamente recomendada

M3

Alguns carros são surpreendentes e se tornam clássicos com o tempo. A versão endiabrada M3 é um deles. Desde seu lançamento na década de 80 vem proporcionando doses cavalares de prazer e adrenalina ao volante.



Uma das mais populares foi a baseada na carroceria do E36. O belo cupê chama a atenção de longe, quando começamos a notar seus spoilers, rodas de 17 polegadas e o aerofólio traseiro. O desenho agressivo das rodas fecha o pacote.

CONFIRA TODOS OS DETALHES NO VÍDEO ABAIXO



Mas o maior destaque desse exemplar ano 1998 (versão alemã) é mesmo a transmissão seqüencial SMG, em sua primeira versão, que chegou a dar vários problemas em exemplares da época. Segundo o dono da máquina Ibrahim Netto, e como pude comprovar, essa funciona com a tradicional perfeição germânica.

BMW

Câmbio SMG

O esportivo traz um motor de seis cilindros em linha, 3,2 litros e 321 cv prontos para entrar em ação a qualquer momento. Mas o motorista tem que tomar um cuidado especial, já que é o último M3 sem controle de tração. Isso pode ser um diferencial bom ou ruim, dependendo da experiência de quem dirige.

O câmbio funciona de modo excepcional. Colocando a alavanca pra trás subimos as marchas e empurrando pra frente fazemos as reduções. Isso é bem interessante, já que segue a ordem dos carros de corrida e, pensando bem, faz todo o sentido.

321 cv



O som do motor de seis cilindros é único. Já escrevi aqui em outros posts que é metálico, singular e identifica a versão brava de longe. E a maior vantagem dos carros esportivos é que seu espírito jovem jamais envelhece.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails