Google+

3 de abr de 2011

Dodge Challenger R/T (6-Pack) é de entortar o pescoço


No começo da década de 70 a diversão nos EUA tinha uma receita bem simples. Primeiro um motor com oito cilindros em V. Depois muitas polegadas cúbicas como recheio. Válvulas e comandos sob medida fazem parte da cobertura e dão um belo acabamento ao produto final.



A “cereja”, por fim é um carburador de corpo quádruplo ou três de corpo duplo, como veremos a seguir. Voilá! Detroit criou um muscle car e a América toda saboreou até o último pedaço, ou melhor, até a última gota de gasolina no tanque.

CONFIRA TODOS OS DETALHES NO VÍDEO ABAIXO



Agora repare bem no capô. Esse era o motivo que fazia a molecada tremer nas bases e as garotas aceitarem um convite até o drive-in. Tremer, literalmente. O Challenger é equipado com um motor de 440 polegadas cúbicas. São 7,2 litros e furiosos 390 cv. Isso equivale a sete carros “populares”. Sei que o chavão é manjado, mas não resisti.

O charme se completa com o Six Pack, que consiste em três carburadores duplos debaixo do Shaker, essa grande peça preta que rasga o capô, prontos para injetar combustível, adrenalina e fazer a vida valer a pena. O opcional podia ser adquirido na época por aproximadamente US$ 97.

Mais do que desempenho a idéia principal era justamente chamar atenção. Imagine o efeito moral de acelerar o bólido no semáforo, enquanto se aguarda a luz verde. O Shaker balança – como o leitor confere no vídeo – e inspira respeito. É uma mensagem muito clara de poder. Afivele os cintos por aí!
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails