Google+

18 de jul de 2011

Nissan GT-R: aceleramos o temido Godzilla

Nissan GT-R

O cinema tem o poder mágico de fascinar as pessoas e criar sensações e mitos, que muitas vezes ficam na mente dos espectadores durante dias e até décadas. Esse foi o caso do Godzilla, o monstro japonês que fez sua estréia na telona em 1954.



Há quatro anos, quando a Nissan revelou o GT-R ao mundo, a idéia de números espetaculares de desempenho, comportamento dinâmico exemplar e visual insano deu o esportivo o apelido que, nesse caso, é mais do que motivo de orgulho.

CONFIRA TODOS OS DETALHES NO VÍDEO ABAIXO



O desenho cuidadoso e agressivo da carroceria coube a Kazutoshi Mizuno. Ele, juntamente com a equipe de designers, tinha a árdua missão de criar um sucessor à altura do mitológico Skyline GT-R, que fez história em cinco gerações muito desejadas pelos fãs.

Pra não restar dúvida de que realizaram a missão com êxito, basta dar uma olhada nos números assombrosos de desempenho do bólido. O tradicional 0 a 100 é feito em 3,5 segundos cravados, enquanto que a velocidade máxima chega aos 310 km/h.

Godzilla



Um dos responsáveis por isso é o motor V6, biturbo, com 3,8 litros e nada menos do que 480 cv. A transmissão, por sua vez, traz tecnologia de ponta, com seis marchas e dupla embreagem. A tração é intregral permanente e mantém o carro colado no asfalto.

E por falar em asfalto, tive a oportunidade de acelerar a máquina, ainda longe de seus limites, e pude sentir a adrenalina correndo nas veias. Até os 3.500 giros seu comportamento é bastante dócil, mas basta enfiar o pé no acelerador para sentir o corpo colar no banco e outras emoções virem à tona.

480 cv



Recordista em Nürburgring, sucesso no videogame e com personalidade própria. O Nissan GT-R escreveu um novo capítulo nesse mercado dominado por modelos europeus e norte-americanos. E o melhor: ainda estamos no começo da obra.

Exemplar cedido para matéria pela Só Veículos (11) 3825-5000
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails