Google+

27 de nov de 2011

BMW M3 (E36): amarelo e furioso



O modelo da marca alemã já foi destaque aqui no blog algumas vezes. Testamos a geração E46, a E36 equipada com transmissão SMG e, finalmente, a E36 em sua versão manual. Outro detalhe é a cor amarela, perfeita para um esportivo que esbanja potência e agressividade de sobra.



A trajetória do M3 começou na década de 80 com o E30 (em breve por aqui também). Naquela época a empresa desenvolveu um modelo que se tornou um ícone de potência e estilo. A geração seguinte tinha a árdua missão de seguir a mesma linha. E fez isso com sucesso.

O exemplar da reportagem é um representante da versão alemã, que se diferencia da norte-americana – entre outras coisas – pelo corpo de borboletas independente e lanternas de vidro. Desse modo, ele tem 40 cv a mais e está – merecidamente – na lista dos carros de tirar o fôlego.

Vamos aos detalhes. Os bancos envolvem o motorista e painel foi desenhado de modo a deixar todos os equipamentos ao alcance da mão. Externamente as rodas de 17 polegadas, spoiler dianteiro e o pequeno aerofólio, além da cor, é claro, denunciam a versão. E essa era a idéia.

Girando a chave o motor de seis cilindros em linha, com 3,0 litros e 286 cv ronca forte. Dá gosto ouvir a máquina berrando nas acelerações. Aliás, esse é um de seus pontos fortes. A transmissão de seis velocidades tem engates curtos, a embreagem requer um pouco de prática e a cada troca ele cola o corpo no banco.

Assim, ele acelera de 0 a 100 km/h em apenas 5,4 segundos, números respeitáveis para um modelo com mais de uma década de estrada. Por essa e outras razões o M3 tem seu lugar de honra entre os esportivos que se tornaram lendas do asfalto.

BMW

E36 M3



286 cv





Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails