Google+

25 de dez de 2011

C200 Avantgarde: simplicidade no melhor estilo Mercedes-Benz



A última matéria do ano. Na semana passada os leitores puderam apreciar nosso vídeo especial de fim de ano. Agora chegou a vez de conhecer os detalhes de uma máquina alemã projetada para entregar desempenho combinado com conforto. Após sete dias de avaliação, chegou a hora de conferir nossas impressões.



A tecnologia CGI, baseada no conceito BlueEfficiency, chegou ao mercado em 2010. A idéia era mesclar economia, baixa emissão de poluentes e desempenho otimizado. A injeção direta de combustível juntamente com a adoção do turbocompressor foi um de seus trunfos para cumprir a tarefa com sucesso.

No mês de maio desse ano tivemos o lançamento da Nova Classe C, com pára-choques redesenhados, os quais passaram a contar com LEDs, além de mudanças no interior. Desse modo a versão de entrada da marca passou a oferecer um pacote interessante frente à concorrência.

Em uma segunda-feira de dezembro fui até São Bernardo do Campo para buscar o C200 Avantgarde. O exemplar que trazia uma tonalidade bastante sóbria me esperava no pátio e voltei a São Paulo me familiarizando com seus detalhes. Um deles, o painel com apliques de alumínio, deu um toque de classe ao acabamento.

A versão está situada entre a C180 e a C250 e traz um bom pacote de equipamentos. Os assentos são confortáveis, mas com um desenho que segura o corpo nas curvas, e o painel traz os três mostradores clássicos, com opção do velocímetro digital no centro.

A tela central traz como destaque as estações do rádio, mas não tem GPS (nessa versão) e nem os sensores de estacionamento. O motorista tem que se acostumar com o acionamento dos limpadores do lado esquerdo, bem como o Speedtronic, cuja velocidade pode ser escolhida pelo condutor. O sistema, diga-se de passagem, funciona com perfeição e segura o sedã mesmo nas descidas íngremes.

E por falar em velocidade, o desempenho é um ponto forte e, de acordo com o estado de espírito do motorista, pode transformá-lo em um beberrão ou um eficiente carro médio. Debaixo do capô temos um bloco de 1,8 litro, turbo, com 184 cv e 27,5 kgfm. O 0 a 100, segundo dados de fábrica, é coberto em 7,8 segundos.

Falando em manobras rápidas e segurança, o sedã conta com o Agility Control. Basicamente os amortecedores se adaptam ao piso, aumentando sua carga, além da firmeza do volante. Isso pode ser traduzido em curvas feitas com precisão e suavidade.

Outro predicado é a transmissão 7G-Tronic, com sete velocidades e opção de trocas esportivas ou econômicas. No primeiro modo prepare-se para notar a paisagem passando rápido e o ponteiro próximo da faixa vermelha do conta-giros. Sobre o consumo, em nossa melhor média conseguimos 6,8 km/l, mas na data de entrega do veículo – a após a edição do filme – o circuito misto marcou 9,3 km/l. Algo pra causar inveja a boa parte dos modelos de menor cilindrada.

Uma constatação interessante diz respeito ao próprio prestígio da marca quando andamos pela rua. Com os LEDs e a vistosa estrela na grade, ele é facilmente confundido com versões mais caras da Mercedes-Benz. Tudo isso faz do carro uma opção bastante atraente no segmento dos sedãs importados.

DADOS DO MODELO AVALIADO

Mercedes-Benz C200 Avantgarde
Valor: R$ 150.900,00 (dezembro/2011)

Exemplar cedido pela Mercedes-Benz do Brasil.

Mercedes-Benz C200

Avantgarde

184 cv



7 G-Tronic







Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails