Google+

17 de jun de 2013

Dodge Charger R/T: versão mais nova mantém fama de muscle car



Alguns carros realmente mexem com nossa imaginação. Esse é o caso do Dodge Charger R/T. As duas letras na carroceria são sinônimo de muita diversão e história. Além de tudo isso, o modelo faz parte do próprio folclore norte-americano.

A versão clássica dos anos 60 entrou também para a história do cinema, com um desenho único e cenas memoráveis no longa Bullitt. Mas é inegável que seu sucessor atual também tem uma pinta de “bad boy”, apesar do estilo quase familiar.

O interior agora é mais espaçoso e traz conforto e um belo acabamento. O motorista tem à sua disposição mais tecnologia e a transmissão automática de série. Apesar disso tudo, o verdadeiro espírito de muscle car vem à tona quando giramos a chave.

Sob o capô o tradicional Hemi V8, com 5,7 litros e nada menos do que 375 cv. O torque é igualmente nostálgico, com 54,6 kgfm. Em outras palavras, mesmo com jeito de tiozão, o Charger vai continuar colando o corpo no banco nas saídas de semáforo.

Para ilustrar essa afirmação com números matemáticos temos o 0 a 100 coberto em 5,2 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada aos 250 km/h. Mas mesmo sem ter pressa, o ronco abafado do motor V8 já nos remete automaticamente para as ladeiras clássicas de San Francisco.





Dodge Charger R/T Sem título Hemi Sem título Sem título Sem título Sem título Sem título
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails