Google+

2 de jul de 2014

Opala recebe motor V8 e despeja brutalidade pelas ruas



Na década de 70 a concorrência entre os grandes esportivos era pesada. Tínhamos Dodge Charger R/T, Maverick GT, Opala SS e o Puma GTB, além de uma série de outros concorrentes menores, que dividiam o mercado e a preferência de quem podia pagar caro por um deles.


Dodge e Ford traziam o motor V8, enquanto o Chevrolet e Puma o bloco de seis cilindros em linha. Mas muita gente sonhava com algo diferente. Foi exatamente a idéia desse proprietário, que fez um longo trabalho de adaptação (9 meses) e agora acelera o barulhento (no melhor sentido da palavra) Opala pelas ruas.

O trabalho começou com a instalação do bloco de 350 pol³ e 5,7 litros, bastante conhecido na GM norte-americana. Além disso, carburador quadrijet da Holley, coletor de admissão Edelbrock e filtro esportivo garantiram algo em torno dos 320 cv. A caixa é da C10, que ficou um pouco curta, mas agüenta o tranco e faz com que o torque de 60 kgfm passe todo para as rodas.

Vale salientar ainda o uso dos abafadores Flowmaster 10, responsáveis pelo som aberto e estalado do motor, gritando a cada pisada. No caso do Opala, por causa do pedal do acelerador baixo, usamos a técnica do tacco-punta, que desempenha a mesma função do punta-tacco, mas com o movimento invertido.

Quem gostou da brincadeira pode fazer uma proposta. Ele está à venda neste link.



Opala V8 Opala V8 Opala V8 Opala V8 Opala V8 Opala V8
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails