Google+

12 de mai de 2010

356 Carrera 4-cam: revisão do cabeçote

(fotos e vídeos: F.R)
Porsche 356

Ernst Fuhrman. Talvez pouca gente conheça esse genial engenheiro alemão, que deu vida a uma idéia e foi responsável pela criação do primeiro propulsor de competição da Porsche, ao mesmo tempo temperamental e complexo: o quatro comandos, conhecido simplesmente como 4-cam.



Porsche 356

Porsche 356

Porsche 356

Porsche 356

Porsche 356

Porsche 356


TESTE INICIAL




VOLTANDO PARA SP



O clássico das fotos, um Carrera GS Cabriolet 1959, esbanja estilo e, quando estimulado, libera seu lado mais agressivo através do ronco orquestrado do motor boxer. Basicamente são 140 cv brutos, aceleração até os 8.000 giros e emoção de sobra, também um item de série do modelo.

O mais interessante é que este é o único 356 equipado com o 4-cam no Brasil em atividade. No começo do mês o proprietário encarou a maratona de revisar o cabeçote (tarefa que deve ser feita a cada 10.000 km) e, para ajudá-lo nessa empreitada, contou com o auxílio de mão-de-obra especializada vinda da Europa. Agora o leitor tem a chance de acompanhar essa história desde o começo.

Após pesquisar dentre profissionais renomados quando da restauração deste motor, o dono optou por Armin Baumann, um suíço experiente que só cuida de motores 4-cam e apaixonado pelos bólidos da marca alemã. A idéia original de enviar o motor à Europa para as mãos de Armin foi logo descartada e a melhor solução foi convidar o mecânico para uma visita de uma semana ao Brasil.

O serviço seria feito no interior de São Paulo onde o Henning, outro competente mecânico alemão, possui uma oficina com os recursos necessários. Armin chegou ao país no dia 25 de abril e seguiu direto para o hotel. Na manhã seguinte era hora de fazer um pequeno teste de estrada com o 356.

“Saímos. E rápido! Eu estava apavorado como passageiro”, conta. Após algumas esticadas para conferir a saúde do motor, o diagnóstico foi preciso. “Excelente pressão do óleo, suspensão e tudo mais. Porém, segundo ele, menos potência do que um 4 comandos como este poderia entregar”, ressalta o dono.

Chegando à oficina o propulsor foi retirado à moda antiga, com a frente do carro quase tocando o chão. Olhos experientes desmontaram o sistema e uma diferença de 30° na válvula de admissão lateral – estava quase tocando o pistão – levou dois dias de trabalho. Em seguida uma regulagem precisa dos carburadores – quase suíça, como a nacionalidade do mecânico – e o motor ficou mais forte do que nunca!

Outra volta – bem – rápida atestou a excelência do serviço. No dia 30 (data do 51º aniversario do carro), por fim, o grupo se reuniu para comemorar o sucesso da revisão. Hora de se despedir e acelerar – literalmente falando – o Porsche 356 de volta a São Paulo. E como em seus melhores dias de pista, o 4-cam seguiu do jeito que gosta: com uma tocada forte e muitos quilômetros de asfalto liso pela frente.

Em tempo: o ensaio que fiz com ele pode ser visto AQUI
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails